O que é varejo: entenda tudo sobre o assunto e conheça as principais tendências

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

O varejo é o segmento do comércio que vende diretamente para o público, sem intermediários. Ele pode ser realizado em diversos canais e tipos de produtos e serviços. 

Esse setor é importante para a economia e para a sociedade, pois gera emprego, renda e satisfação para os consumidores. Neste artigo, você vai descobrir o que é varejo e como ele pode impulsionar o seu negócio!

O que é varejo?

O varejo é uma forma de comércio que vende produtos ou serviços diretamente para o consumidor final, sem intermediários. Pode ser realizado em lojas físicas, online ou em outros canais de venda. É diferente do atacado, que vende produtos em grandes quantidades para outras empresas ou revendedores. 

Esse modelo de comércio tem algumas vantagens, como atender às necessidades e preferências dos clientes, oferecer variedade de produtos e preços, e gerar fidelização e relacionamento com o público-alvo. 

Contudo, o varejo também enfrenta alguns desafios, como a concorrência acirrada, a gestão de estoque e logística, e a adaptação às mudanças do mercado e do comportamento do consumidor. 

Em suma, trata-se de um setor dinâmico e inovador, que busca constantemente novas formas de atrair e satisfazer os clientes.

Como funciona o mercado varejista?

Como funciona o mercado varejista? 

O funcionamento do mercado varejista depende de uma série de fatores, como a demanda dos consumidores, a concorrência, a legislação, a logística, o marketing e a gestão. Os varejistas precisam estar atentos às tendências e às necessidades do seu público-alvo, oferecendo produtos de qualidade, variedade, conveniência e bom atendimento. 

Eles também precisam se diferenciar dos seus concorrentes, criando estratégias de preço, promoção, distribuição e comunicação que gerem valor e fidelização.

O setor varejista é um dos primeiros a sentir os efeitos das oscilações econômicas, tanto positivas quanto negativas. Por isso, ele precisa se adaptar constantemente às mudanças do cenário e às novas tecnologias que surgem. 

O varejo online, por exemplo, é uma tendência que vem crescendo cada vez mais no Brasil e no mundo, exigindo dos varejistas uma presença digital forte e integrada. Outras tendências que podem impactar o mercado varejista são a sustentabilidade, a personalização, a omnicanalidade e a experiência do cliente.

Quais as principais características do mercado de varejo?

Entender o que é varejo é fundamental, pois se trata de um dos mais importantes e dinâmicos setores da economia brasileira. Ele se caracteriza pela venda direta de produtos e serviços aos consumidores finais, em pequenas quantidades e para uso pessoal. Algumas das principais características do varejo são:

  • Diversidade de segmentos e nichos de mercado, que atendem a diferentes necessidades e preferências dos consumidores;
  • Competitividade e a inovação, que exigem dos varejistas estratégias de marketing, gestão e logística eficientes e diferenciadas;
  • Proximidade e o relacionamento com o cliente, que são fundamentais para fidelizar e satisfazer o consumidor;
  • Adaptação às mudanças e tendências do mercado, que envolvem aspectos como tecnologia, sustentabilidade, omnichannel e experiência de compra;
  • Geração de emprego e renda, que contribui para o desenvolvimento social e econômico do país;
  • Influência no comportamento e no consumo dos indivíduos, que reflete na cultura e na sociedade como um todo.

Quais são os tipos de varejo que existem?

Quais são os tipos de varejo que existem?

Existem muitos tipos de varejo, mas podemos agrupá-los em duas grandes categorias: varejo de alimentos e varejo de mercadorias em geral.

Saber o que é varejo de alimentos envolve identificar negócios que comercializam produtos alimentícios, como frutas, verduras, carnes, laticínios, bebidas, etc. São eles:

  • Feiras livres: são espaços públicos onde os produtores rurais ou comerciantes vendem seus produtos diretamente aos consumidores. Costumam oferecer produtos frescos, variados e a preços acessíveis;
  • Mercearias: são pequenas lojas que vendem produtos básicos de alimentação e higiene. Atendem clientes locais e oferecer um atendimento personalizado;
  • Padarias: são estabelecimentos que vendem pães, bolos, doces e outros produtos de panificação. Possuem um alto fluxo de clientes e oferecer produtos de qualidade e conveniência;
  • Açougues: são lojas especializadas na venda de carnes bovinas, suínas, aves, peixes e outros derivados. Têm uma clientela fiel e oferecer produtos frescos e cortes variados;
  • Hortifrútis: são lojas que vendem frutas, verduras e legumes. Oferecem uma grande variedade de produtos sazonais e regionais e oferecer produtos frescos e saudáveis;
  • Supermercados: são grandes lojas que vendem uma ampla gama de produtos alimentícios e não alimentícios. Possuem uma grande capacidade de estoque e oferecer produtos com preços competitivos e facilidades de pagamento;
  • Lojas de conveniência: são pequenas lojas localizadas em postos de gasolina ou outros pontos estratégicos que vendem produtos de consumo imediato, como bebidas, salgadinhos, cigarros, etc., e costumam funcionar 24 horas por dia;

O varejo de mercadorias é aquele que comercializa produtos não alimentícios, como roupas, calçados, eletrônicos, móveis, livros e outros produtos. São eles:

  • Lojas de departamento: são grandes lojas que vendem diversos tipos de produtos em diferentes seções ou departamentos. Costumam ter uma grande variedade de marcas e modelos e oferecer produtos com preços moderados e condições especiais;
  • Lojas especializadas: são lojas que vendem apenas um tipo ou uma categoria de produto. Geralmente possuem uma grande profundidade de sortimento e oferecer produtos com preços altos e qualidade superior;
  • Lojas independentes: são lojas que pertencem a um único proprietário ou a uma família. Normalmente têm uma identidade própria e oferecer produtos com preços variados e atendimento diferenciado;
  • Lojas de fábrica e pontas de estoque: são lojas que vendem produtos diretamente dos fabricantes ou de sobras de coleções anteriores. Oferecem produtos com preços baixos e descontos atrativos;
  • Outlets: são lojas que vendem produtos de marcas famosas e renomadas com preços reduzidos. Os outlets costumam oferecer produtos com qualidade garantida e oportunidades imperdíveis;
  • Lojas virtuais: são lojas que vendem produtos por meio da internet, sem a necessidade de um espaço físico. As lojas virtuais costumam oferecer produtos com preços competitivos e facilidades de entrega e pagamento.

Quais as vantagens de investir em varejo?

Quais as vantagens de investir em varejo?

Investir em varejo é uma ótima opção para quem quer ter um negócio próprio e atender diretamente o consumidor final. Existem muitas vantagens de investir nesse setor, como:

  • Escolher entre diferentes modalidades de varejo, como lojas físicas, online ou híbridas, de acordo com o seu público-alvo, o seu produto e o seu orçamento;
  • Aproveitar as ferramentas tecnológicas para otimizar os seus processos, melhorar a experiência do cliente e aumentar as suas vendas. Por exemplo, você pode usar um sistema de gestão integrado, um site responsivo, um aplicativo móvel, um chatbot etc;
  • Diferenciar-se da concorrência por meio de estratégias de marketing, como promoções, descontos, programas de fidelidade, brindes, etc. Você também pode oferecer um atendimento personalizado, um pós-venda eficiente e uma garantia de qualidade;
  • Ter uma maior margem de lucro do que no atacado, pois você vende os seus produtos por unidade e em pequenas quantidades. Além disso, você pode ter uma maior flexibilidade para ajustar os seus preços de acordo com a demanda do mercado e as suas necessidades;
  • Contribuir para o desenvolvimento econômico e social da sua região, gerando empregos, renda e impostos. Você também pode participar de ações sociais e ambientais que valorizem a sua marca e a sua reputação.

Como ter sucesso atuando no varejo?

Atuar no varejo é um desafio que exige dedicação, criatividade e disciplina. O varejo é um setor dinâmico, competitivo e em constante transformação, que oferece oportunidades para quem sabe se adaptar e se diferenciar. Além de saber a fundo o que é varejo, para ter sucesso no segmento, é preciso seguir algumas dicas:

  • Conheça o seu público-alvo: saber quem são os seus clientes, o que eles procuram, quais são as suas necessidades, preferências e hábitos de consumo é fundamental para oferecer um atendimento personalizado, uma comunicação eficaz e uma experiência de compra satisfatória;
  • Invista na qualidade dos produtos e serviços: o varejo é um mercado que exige qualidade em todos os aspectos, desde a apresentação dos produtos até o pós-venda. Selecione bem os fornecedores, garantir a procedência e a conservação dos produtos, oferecer garantias e assistência técnica, e buscar a melhoria contínua dos processos e da equipe;
  • Acompanhe as tendências e inove: o varejo é um setor que está sempre em movimento, acompanhando as mudanças do mercado, da tecnologia e do comportamento dos consumidores. Para se manter atualizado e competitivo, é preciso estar atento às tendências, às novidades e às oportunidades de inovação, seja na gestão, no marketing, no layout da loja ou na oferta de produtos e serviços;
  • Valorize a sua equipe: o sucesso do varejo depende muito do desempenho da equipe de vendas, que é o elo entre a empresa e os clientes. Invista na capacitação, na motivação e na valorização dos colaboradores, reconhecendo os seus esforços, incentivando o seu crescimento profissional e criando um clima organizacional positivo;
  • Fidelize os seus clientes: conquistar novos clientes é importante, mas manter os clientes fiéis é ainda mais. Para isso, é preciso criar um relacionamento duradouro com os clientes, baseado na confiança, no respeito e na satisfação. Também mantenha um contato frequente com os clientes, enviar mensagens de agradecimento, fazer pesquisas de satisfação, oferecer benefícios e vantagens exclusivas, e solicitar feedbacks e sugestões.

Como a tecnologia pode ajudar a sua loja de varejo?

Como a tecnologia pode ajudar a sua loja de varejo?

A tecnologia é uma grande aliada para os lojistas que querem aumentar as vendas, melhorar o atendimento e fidelizar os clientes. Com as ferramentas certas, você pode otimizar os processos, reduzir os custos e oferecer uma experiência diferenciada para o seu público. Veja alguns exemplos abaixo:

  • Marketing digital: use as redes sociais, o e-mail marketing, o WhatsApp e outros canais para divulgar os seus produtos, promoções e novidades, além de interagir com os clientes e criar um relacionamento mais próximo e personalizado;
  • E-commerce: amplie o seu alcance e venda para todo o Brasil (ou até mesmo para o mundo) com uma loja virtual. Você pode integrar o seu estoque, o seu sistema de gestão e os meios de pagamento para facilitar as operações e garantir a segurança das transações;
  • Inteligência artificial: utilize sistemas inteligentes para analisar os dados dos seus clientes, do mercado e do seu negócio, e obter insights valiosos para tomar decisões mais assertivas. Você também pode usar chatbots para automatizar o atendimento e tirar as dúvidas dos clientes de forma rápida e eficiente;
  • Sistema de gestão de vendas: controle o estoque, o fluxo de caixa, as vendas e os clientes de forma simples e eficiente. Um sistema de gestão de vendas, como o da Phibo, permite que você tenha mais agilidade, segurança e produtividade na sua loja. Além disso, você pode integrar o seu sistema de gestão de vendas com outras ferramentas, como plataformas de e-commerce, redes sociais e aplicativos de entrega.

Conclusão

Neste conteúdo, você aprendeu o que é varejo e suas características. Esse modelo de negócio oferece muitas vantagens, como maior proximidade com o cliente, maior controle sobre os preços e a qualidade dos produtos, e maior flexibilidade para se adaptar às mudanças do mercado. 

Mas, também exige muita estratégia, planejamento e inovação para se destacar da concorrência e atender às expectativas dos consumidores. Por isso, é importante conhecer as tendências e investir em ferramentas e soluções que possam melhorar a experiência de compra dos seus clientes. 

Gostou deste conteúdo? Então, experimente o Phibo: um sistema de gestão de vendas totalmente integrado com a Nuvem Shop!

CEO em Phibo
Graduado em Engenharia de Produção pela UFMG.
Especialista em Business Strategy pela Harvard Business School.

Cofundador da Phibo, um sistema que simplifica o dia a dia de mais de 6 mil lojas de varejo de moda em mais de 26 estados do Brasil.
Lucas Torres
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Posts Relacionados

A Phibo é avaliada como "Excelente" no Google

(Nota 4.6 em 5 nas avaliações dos clientes)